Comentarista fica puto com a religião e desabafa

Esses casos realmente causam revolta.
Como podemos ter ainda uma sociedade tão presa a essas superstições e crendices da idade do bronze?


O colunista, comentarista político e ativista Cenk Uygur Kadir responde ao caso de uma mulher de 31 anos que morreu em consequência de ter sido negada um aborto na Irlanda, em 24 de Outubro de 2012.

Os médicos se negaram a executar o procedimento, apesar do aborto espontâneo já ter ocorrido, resultando numa experiência muito dolorosa e traumática que resultou na morte da mulher.

Por essas e outras que dizemos sempre:
Religiões trazem mais problemas do que soluções e não merecem respeito algum.

Muitos pais acabam matando seus próprios filhos, não autorizando a transfusão de sangue quando necessário. E isso simplesmente porque a religião não permite.

Gostou? Compartilhe! 🙂

Acesse também nossas páginas no Facebook:
Loucuras da Religião
Nunca Vi em Cultos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s