O problema da fé

feSim!
Muitas pessoas acreditam nisso.
Por mais bizarro que possa aparecer existem pessoas que acreditam e, não só acreditam mas baseiam suas vidas em certezas como essas.

Quando criança até podemos entender esse tipo de comportamento, mas quando isso acontece com adultos (e muitos deles) percebe-se que existe algo “estranho” com nossa sociedade.

O BANCO DA PRAÇA
Quando você vê um banco na praça que recentemente foi pintado, sua atitude não é sentar-se imediatamente.
Normalmente reparamos se existe algum aviso de tinta molhada, toca-se no banco para ver se a tinha esta seca, encosta-se um pedaço de papel os ver se ele gruda no banco, enfim, testa-se, investiga-se para saber o real estado da tinta e evitar de ter sua roupa manchada.

Seguindo a lógica o mesmo seria esperado com a vida da pessoa. A pessoa testar, verificar, avaliar as opções e as evidências antes de tomar alguma decisão.
wet-paint-prank

Mas muitos vivem a vida “sentando em bancos” sem saber se a tinha esta seca ou não.
Com esse tipo de atitude descuidada muitas pessoas cometem erros graves e podem sofrer muito com eles (quando não morrem).

A fé é passada por praticamente todas as religiões como uma virtude e, para muitos, uma pessoa dizer que não tem fé é como dizer que é uma pessoa má, ou uma pessoa doente, ou uma pessoa que sofreu uma desilusão muito grande, etc.

No entanto a fé nada mais é do que acreditar em algo sem provas, sem evidencias, sem comprovações. É um simples “acreditar por acreditar”, “acreditar por querer acreditar”.
E ter fé é se sentar no banco, sem se preocupar com o estado da tinta, mesmo sabendo que a pouco tempo ele foi pintado.

Quando uma pessoa diz “eu tenho fé” ela esta dizendo “eu acredito sem ter provas”.
Ter fé é como colocar uma venda nos olhos e sair andando por uma avenida movimentada, com a certeza de que nenhum carro a atropelará.

Até mesmo as outras espécies de animais buscam evidencias antes de se aventurar em uma caçada, por exemplo. O predador avalia a presa, avalia o terreno antes de se colocar a correr.

Esse tipo de atitude descuidada (que inclusive é exaltada pelas religiões, que em tese deveria se preocupar com bem da humanidade) é um enorme erro!
Alguém de confiança deveria te abrir os olhos, para que você enxergue melhor o mundo. Não fechar seus olhos e te entregar ao acaso!

A FÉ EM AÇÃO

O padre e os balões
Um caso onde a fé levou a pessoa a morte é o caso do padre Adelir Antônio de Carli, que morreu ao tentar voar amarrado a balões de hélio (desses de festas de aniversário).
Ele afirmava que não tinha medo e que a viagem seria tranquila, mesmo não tendo os equipamentos de segurança necessários. Ele tinha fé que deus o protegeria.

baloes

 

O pastor que pegava nas cobras
Outro caso é o do pastor Jamie Coots que foi mordido por uma cobra em um de seus cultos, e ele simplesmente recusou tratamento médico.
Na igreja dele era comum a manipulação de cobras em seus cultos e este era considerado um “teste de fé”.
pastor_pegando_na_cobra

 

Garota que se matou para encontrar seu pai no céu
E a fé não é ruim apenas em adultos.
Houve o caso da garota Maria Kislo, de 12 anos que se matou (por enforcamento) em 2013, para encontrar o seu pai no céu (ele morreu 2009) .
Em sua carta de despedida, ela disse:

“Querida mamãe, por favor, não fique triste, é que eu sinto muito a falta do papai, e quero vê-lo novamente”

E no caso da garota, muito provavelmente foram seus pais que estimularam essa crença que, a princípio parece bonita, mas esconde por trás um grande problema.
maria_kislo

Conforme já mostramos aqui no blog, crianças expostas a religião têm mais dificuldades em distinguir o que é real e o que é fantasia e, neste caso infelizmente a menina morreu por causa dessa fantasia.

 

A fé precisa deixar de ser uma virtude e passar a ser um problema. Pois ela nada mais é do que a “ignorância glamourizada”. Ter fé não é qualidade, ter fé não é “bonito”. Fé é a ausência de conhecimento sobre algo. Quando não sabemos de algo normalmente buscamos aprender, investigar para passarmos a saber.

Lembre-se que quando você disser “eu sou uma pessoa de fé”, na verdade você estará dizendo

“Eu sou uma pessoa que acredita nas coisas sem provas, sem evidencias”

Ou

“Eu acredito simplesmente por acreditar”

Ou até

“Eu acredito em qualquer coisa”

A fé é o jeito mais fácil de você se dar mal, pois você simplesmente joga a responsabilidade de seus atos para o acaso.

Como diria o saudoso Carl Sagan:

“Eu não quero acreditar, eu quero saber”

>>>>> Compartilhe nossas publicações.  🙂
>>>>> Acesse também as nossas páginas Loucuras da Religião e Nunca Vi Em Cultos no Facebook!

Referências:
Padre dos balões: Wikipedia
Pastor manipulador de cobras: UOL
Garota que se matou: Bule Voador e Daily Mail
Crianças religiosas tem dificuldades em distinguir entre fantasia e realidade: Galileu e Huffton Post
Definição de Fé: Wikipedia

Anúncios

2 respostas em “O problema da fé

  1. Pingback: Frases proferidas por muitos religiosos | Loucuras da Religião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s